.

O cinturão de Fotons - Maias Senhores do Tempo 2012

 

pleyades.jpgAs Plêiades são um grupo de estrelas na constelação de Touro. São visíveis no hemisfério Norte e Sul e consistem em várias estrelas brilhantes e quentes que foram formadas ao mesmo tempo dentro de uma grande nuvem de gás e poeira interestelar. São ainda conhecidas como M45 e como " Subaru" no Japão.


Na mitologia Grega as Plêiades eram identificadas como as filhas de Atlas que cansadas de serem perseguidas pelo caçador Órion, pediram a Júpiter para transformá-las numa constelação.

 

QUEM SÃO OS MAIAS?

http://2.bp.blogspot.com/_S6qNCkE3fqY/SATKJjD9c_I/AAAAAAAAAiw/uD-2PkrHnZ4/s320/ruinas_maias.jpg

Há quem lhes chame os Observadores Celestiais na Selva Ou os Senhores do Tempo.
MAIA. A terceira estrela da espiral de Alcione!!!

 

MAIA , uma civilização que viveu e desapareceu numa atmosfera de mistério, enigma e que ainda hoje apela aoimaginário aventuresco humano.
Cidades com seus tesouros incríveis foram abandonadas intactas, engolidas pela selva verde e luxuriante : pirâmides que iam até ao céu, tentando tocar os deuses ;monumentos elaboradamente esculpidos e decorados, com a sua história descrita por hieróglifos artísticos cujo significado apagou-se com a poeira do tempo.
A mística dos Maias despertou a imaginação e a curiosidade dos Europeus desde que os espanhóis pisaram pela primeira vez a península de Yucatàn e viram os vestígios das cidades perdidas na selva.Era algo de inacreditável mas estava ali o testemunho da presença de uma civilização avançada na selva ( Palenque, Uxmal ,Chichén, Itzá Copán são algumas das mais de 50 cidades Maias encontradas. )

Primeiro a Erosão depois muita aventura predadora ,a caça ao tesouro , a ganância e reacções obscurantistas contribuíram largamente para o desaparecimento do património e conhecimento legado por essa fantástica civilização.

http://4.bp.blogspot.com/_S6qNCkE3fqY/SATJMDD9c9I/AAAAAAAAAig/GrZUQFOyO-4/s320/curiosidades_mayas.jpg

Não obstante e apesar da escrita hieroglífica dos maias estar ainda longe de ser decifrada a perícia dos investigadores tem obtido sucesso ao comparar as datas inscritas nas pedras com o calendário cristão.

 

Então estimou-se que cinco séculos antes da chegada dos espanhóis ao continente americano (= 843 d.C.), por razões misteriosas , os maias abandonaram as suas cidades e deixaram que a selva as engolisse.Mas deixemos a história entregue a si mesma e alinhemos o sentido do mistério que envolve os Maia com aura de povo galáctico e como veículo de revelação de sabedoria Superior susceptível de orientar e acelerar a evolução da humanidade.
A memória da função dos Maias tem vindo a ser reacendida nas ultimas décadas ,com o estudo dos vestígios da sua civilização e dos seus 17 calendários sagrados à luz de uma visão cosmologico-expeculativa que procura ver e apresentar o universo como um reino sagrado,
um universo de matéria ,energia e informação , mas também um universo povoado de seres espirituais.
http://3.bp.blogspot.com/_S6qNCkE3fqY/SATJdzD9c-I/AAAAAAAAAio/aBlA5fR4i8M/s320/mayaruins011.jpgNesta visão os Maias, seres oriundos da terceira estrela da espiral de Alcione., a estrela Maia, são os orquestradores do tempo nos vários mundos que se encontram nessa espiral , incluído a Terra.

Vieram ao planeta terra para legar sabedoria cósmica , não permaneceram por muito tempo. Por isso antes do seu misterioso desaparecimento certificaram-se que o seus calendários estivesses implantados com segurança na terceira dimensão , esculpindo-os em pedra por toda a civilização Maia. Sobretudo o calendário que revela um o ciclo maior de 26000 anos correspondente à orbitado sol ao redor de Alcione.

Os maias acreditavam que a humanidade seria conduzida a uma dimensão mais alta no período de tempo que ora se atravessa. Eles denominavam o fim do ciclo de seu calendário, como o Fim dos Tempos. O fim do Calendário Maia tem sido previsto para o período dezembro 2012 a 2015 .

 

O CINTURAÇÃO DE FÓTONS


O Cinturão de Fótons é um fenômeno astronômico. Percebido pela primeira vez em 1961, detectado através de satélites. A descoberta do Cinturão de Fótons, marca o início da expansão da consciência além da terceira dimensão. A ida do homem à Lua nos anos sessenta simbolizou esta expansão, já que antes das viagens interplanetárias era impossível perceber o Cinturão.
Sabia-se até então que a Terra move-se à volta do Sol com os outros planetas e luas, que estão todos a girar .


Sabe-se agora que cada planeta tem quatro movimentos:
1. o de rotação – em torno do próprio eixo
2. o de translação - em torno do sol
3. o de alinhamento do seu eixo com o eixo do sol ( de preferência tornando-se perfeitamente paralelo)
4. o movimento cíclico de aproximação e de afastamento do núcleo da galáxia – neste último caso, o planeta simplesmente acompanha o movimento conjunto do sistema solar que, de tempos em tempos, se acerca do Grande Sol Central de sua galáxia- Alcione.

http://4.bp.blogspot.com/_S6qNCkE3fqY/SATDsDD9c7I/AAAAAAAAAiQ/xi65xK5YkGg/s320/pleyadesn.jpg
Se considerarmos somente o plano da elíptica, os três primeiros movimentos são percebidos.Se expandirmos a nossa mente para uma consciência galáctica, surge a compreensão desse movimento em espiral em direção a Alcione.

Assim tomando consciência, veremos que:

a) O sistema solar gira na espiral de Alcione, a estrela central da constelação de Plêiades.

b) As Plêiades giram em espiral dentro da galáxia da Via Láctea .

c) A Galáxia gira em seu próprio eixo..


O Cinturão de Fótons no esquema destacado como banda de fótons é então o nome dado a um gigantesco anel de radiação que fica à volta de Alcione, localizado na constelação das Plêiades, em torno do qual orbitam o nosso sistema solar e todos os planetas que o acompanham.
Este movimento do nosso sistema solar em sentido anti-horário ao redor de Alcione, é um fenômeno cíclico e a cada onze mil anos o Sistema Solar penetra por dois mil anos no anel de fótons, ficando mais próximo de Alcione.
Na Era de Aquário, que está a iniciar-se , ficaremos outros dois mil anos dentro deste disco de radiação.

ASSIM:
Para cada órbita completa em torno de Alcione, o nosso sol, a lua e os planetas atuais mergulham por duas vezes nesse anel de micro partículas de radiação, uma vez para o norte e uma vez para o sul. (= 26000 Anos). Durante esse período o nosso sistema solar passa onze mil anos na escuridão (= noite galáctica) por 2000 anos de Luz (= cinturão de fótons = informação de luz da 7ª e 8ª dimensões= Era de luz.)

Diferença entre viajar na Noite galáctica e no cinturão de fótons

Os corpos que viajam no cinturão de fótons tornam-se menos densos, mais multidimensionais. A aquisição da luz limpa os corpos emocionais e intensifica as vibrações do corpo físico.
Os sentimentos nesse estado vibração são meros impulsos que levam a que os seres permaneçam dentro do seu centro.

Agora conforme ao previsto no calendário maia estamos a sair da noite galáctica. Por isso a ficar com corpos cada vez menos densos porque impulsionados pela crescente luz fotónica ( =transmutação e dissipação de miasmas e sistemas de crenças dos corpos emocionais).

Fóton é um quantum (a menor partícula de energia eletromagnética com massa Zero - sem carga elétrica e com uma vida indefinidamente longa)

A terra começou a entrar no cinturão de fótons no equinócio da primavera de 1987 e cada ano avançará cada vez mais até o seu caminho orbital ficar totalmente envolvido por essa grande onda de luz no solstício de Inverno de 2012.

Por fim todo o sistema solar ficará dentro do cinturão de fótons durante os 2000 seguintes.

No final do calendário Maia em 2012 d.C. Alcione, Maia , o sistema solar incluindo o planeta terra irão unir-se no cinturão de fótons e isso irá sincronizar a humanidade com o centro galáctico e aí um renascimento vai acontecer . Um encontro Sagrado. Uma expansão galáctica...

No solstício de Inverno de 2012, qualquer inteligência biológica da terra que possa ressoar com essa vibração será disseminada por toda a galáxia. As dimensões que não conseguirem manter o tom galáctico não terão como permanecer no cinturão.

Entre a primavera do ano 1987 ao solstício de Inverno do ano 2012 e vivemos momentos e oportunidades próprias da preparação para a transição planetária.

A transição planetária é um período oportuno e auspicioso para evolução física, mental e espiritual, de todos aqueles que estiverem devidamente preparados para esta passagem, mas poderá ser extremamente destrutiva para os que não se sintonizarem com uma consciência mais ampla.

Este fenômeno ocorre duas vezes durante o ano platônico de 26 mil anos terrestres. Transformações profundas são esperadas e já podem ser observadas tanto espiritual, psíquica e socialmente, quanto física e ecologicamente por todo o planeta.

 

SINTETIZANDO :

AONDE ESTAMOS?

1º Estamos a finalizar um ciclo de 26000 anos de evolução da humanidade.
2º Estamos a sintetizar as aprendizagens do que experimentamos durante a ultima noite galáctica ( 11 mil anos).

3º Estamos a ser impulsionados para um novo estágio de evolução e para definir a intenção daquilo que desejamos criar e ser nos próximos 26000 anos.

4º Estamos a explorar a nossa identidade galáctica como uma nova e mais abrangente maneira de pensar.

5º Estamos a começar a dirigir o nosso foco perceptivo para um novo centro - O buraco negro no centro da via láctea e isto nos permite encontrar um novo estágio evolutivo.

Estamos a um passo de uma nova Era de Luz e de voltarmos a Viver no Agora.

Agora é o momento de ESCOLHER o que queremos: Tornar-nos Donos Dos Nossos Sentimentos (SER) ou continuar a ser conduzidos à mercê de dramas infindáveis no tempo (TER).

Procurar na página

© 2011 Todos os direitos reservados.